SAÚDE   |   Tem início a campanha de vacinação contra coqueluche para gestantes
05/12/2014 - 10:22:31

A Secretaria Municipal de Saúde de Sertãozinho, por meio da Vigilância Epidemiológica, deu início à campanha de vacinação contra coqueluche para gestantes. A ação é coordenada pelo Ministério da Saúde, que está disponibilizando em todo o país a vacina contra a doença, que é destinada a todas as gestantes, principalmente as que estão entre a 27ª e 36ª semana de gestação (até 20 dias antes do parto). A vacina protege também contra a difteria e o tétano.

Em Sertãozinho, a imunização está acontecendo em todas as salas de vacina, porém, a Vigilância Epidemiológica alerta que a dose protege apenas por seis meses. Portanto, a criança também deverá tomar a vacina, depois dos dois meses de vida.

“É muito importante que todas as gestantes tomem a vacina. A coqueluche é uma doença infectocontagiosa aguda do trato respiratório, que pode atingir pessoas de qualquer faixa etária. Entretanto, as mais vulneráveis são as crianças menores de um ano, em especial, as menores de seis meses,” explica a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Ana Paula Santos.

Locais de vacina
A campanha de vacinação para gestantes está ocorrendo em todas as salas de vacina do município, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h, com exceção da USF do Jardim Helena, que atende das 7h30 às 15h30, e da UBS de Cruz das Posses, que funciona das 7h30 às 13h30.

Confira os endereços:
- UBS Jardim Alvorada – Rua Paulo Meloni, 674 – Fone: 3947-3232;
- UBS Jardim Jamaica – Rua Tenente Hélio Batista de Oliveira, 531 – Fone: 3947-3231;
- UBS Cohab III – Av. Hideo Takada, s/nº – Fone: 3947-1646
- UBS Cohab VIII – Rua Victório Bisson, 396 – Fone: 3945-0961
- UBS Cruz das Posses – Rua Floriano Peixoto, 1034 – Fone: 3949-1102;
- USF Jardim Helena – Rua Sebastião Damascena, 187 – Fone: 3942-6542;
- Centro de Saúde II – Rua Pedro Bighetti, 910 – Fone: 3945-0475.

Transmissão da doença
A coqueluche é transmitida por uma bactéria e, de acordo com informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), é uma das dez maiores causas de mortalidade infantil. O principal sintoma é a tosse forte, o que faz com que a doença seja confundida com outras enfermidades.
(Assessoria de Comunicação PMS)


CLASSIFICADOS
Confira os principais anúncios desta semana. CLIQUE AQUI



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM