EMPREGO   |   Prefeitura de Sertãozinho se une a entidades de classes em busca de soluções para retomada da geração de empregos
28/11/2014 - 10:26:55

[Foto: Na última semana, a Administração Municipal participou de reuniões com representantes das indústrias e dos trabalhadores sertanezinos / CRÉDITO: ADILSON LOPEZ]

É incontestável: a cidade de Sertãozinho vem sentindo fortemente a grave crise econômica que se instalou no país desde 2008, e se agravou, nos últimos dois anos, com a falta de incentivo do Governo Federal para com o setor sucroenergético. Os resultados podem ser mensurados em números nada positivos: no ano de 2014, até este mês, a cidade já contabilizou o fechamento de 1.658 postos de trabalho. Nos últimos 12 meses, o número sobe para 2.737 demissões.

Diante da situação preocupante, no ano passado, a Prefeitura de Sertãozinho, apoiada por várias associações e entidades ligadas ao setor sucroenergético, liderou o “Ato Público em Defesa da Cadeia Produtiva Sucroenergética”, elevando o nível de discussão sobre as dificuldades enfrentadas pelas empresas produtoras do setor, bem como levando suas reinvindicações a essas esferas governamentais. Agora, a Administração Municipal vem prestando o mesmo auxílio a uma iniciativa de metalúrgicos da cidade, que pretende conscientizar a sociedade e outras esferas políticas, sobre as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores que têm o sustento ligado ao setor.

Assim, na última semana, nos dias 19 e 20, o prefeito Zezinho Gimenez e o secretário municipal de Indústria e Comércio, Carlos Roberto Liboni, receberam representantes da CUT (Central Única dos Trabalhadores), do Sindicato dos Metalúrgicos, do CEISE Br, da ACIS, do SINCOMÉRCIO, da Canaoeste, da Câmara Municipal, do SINDINAP, da OAB, da AMASERT e do SINCOMERCIÁRIOS para avaliar a situação atual do emprego em Sertãozinho e discutir propostas para atenuar as dificuldades da classe trabalhadora.

Na ocasião, os representantes da classe metalúrgica pontuaram a dificuldade de liderar os trabalhadores num momento tão importante, tendo em vista a intervenção em curso no Sindicato e a falta de perspectiva de uma reestruturação a curto prazo. “Os representantes apresentaram uma sugestão de articularmos um movimento popular pelo emprego, com participação de todas as entidades, para chamar a atenção das autoridades para a difícil situação do emprego em Sertãozinho. Dessa forma, acabamos por estabelecer um plano de ação, buscando um pacto social entre os principais atores da economia local, bem como uma possível regionalização de um movimento popular”, explicou o secretário de Indústria e Comércio, Carlos Roberto Liboni.

Uma análise preparada pela Secretaria de Indústria e Comércio, que traçou um panorama do comportamento do emprego em Sertãozinho, desde o início da crise, em 2008, também gerou reflexões. “A crise das indústrias sertanezinas é uma preocupação muito grande para a Administração Municipal, pois altera de imediato as demandas, principalmente nas áreas de Saúde e Desenvolvimento Social, e apesar da Prefeitura também estar sofrendo com a queda na arrecadação, temos mantido nossa austeridade na gestão dos recursos públicos, para atender as necessidades da população da melhor maneira possível. Penso que a formação desse Grupo de Trabalho seja um passo muito importante, para lutarmos contra a crise e fazer com que a economia de nossa cidade volte a se movimentar, gerando emprego e renda; e nesse sentido, os trabalhadores podem contar com nosso apoio total”, avaliou o prefeito Zezinho Gimenez.

As ações a curto prazo a serem viabilizadas pelo Grupo de Trabalho tratam de um Pacto Social pelo Emprego, envolvendo as indústrias, bancos, supermercados, serviços de saúde e outros agentes sociais; além de uma manifestação pública que possa causar algum impacto nas autoridades federais, para a reestruturação das políticas públicas para as indústrias, em particular do setor sucroenergético. “Isso poderia impulsionar algumas decisões imediatas como, por exemplo, a aprovação dos leilões específicos de energia da biomassa e o aumento da mistura de etanol à gasolina, para 27,5%. Essas ações de curto prazo estão mais ligadas aos aspectos conjunturais de Sertãozinho, que também sofre todas as dificuldades deste momento de transição, quando temos uma mudança da equipe de Governo e os planos de reestruturação da economia”, explicou Liboni.

O prefeito Zezinho Gimenez reforçou o compromisso da Administração Municipal para a viabilização de ações de longo prazo, importantes para o incentivo da produção industrial local. “A diversificação de mercado e a implementação da infraestrutura dos parques industriais são projetos importantes, assim como a instalação de um novo polo industrial, privilegiando a instalação de indústrias de outros setores, abrindo assim, novas perspectivas de geração de emprego e renda, e de produção industrial”, concluiu.

Desdobramentos
A mobilização do Grupo de Trabalho já apresentou resultados para a formatação do Pacto Social pelo Emprego. Na próxima segunda-feira, às 19h, acontece a primeira reunião com os representantes dos serviços particulares de saúde. Já na terça-feira, às 15h, o Grupo se reunirá com os bancos atuantes no município. Os encontros acontecerão no Paço Municipal.

(Assessoria de Comunicação PMS)



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM