SOCIAL   |   Em São Paulo, prefeito Zezinho Gimenez assina convênio para a construção de Centro para Idoso
27/01/2014 - 10:52:03

[Foto: Prefeito Zezinho Gimenez e o secretário Estadual de Desenvolvimento Social, Rogério Hamam, durante assinatura de convênio em São Paulo / divulgação]

O serviço deverá ofertar vagas para até 50 idosos. Para a implantação do projeto, serão aplicados R$ 500 mil

O prefeito de Sertãozinho, Zezinho Gimenez, esteve na sexta-feira passada, 17, em São Paulo, onde participou da assinatura do Convênio para a construção do Centro Dia para Idoso (CDI), programa do Governo Estadual, executado por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social.

Em síntese, o CDI é um espaço de acolhimento, proteção e convivência de idosos semidependentes, com idade igual ou superior a 60 anos. A prioridade do atendimento é para aqueles cujas famílias não têm condições de dar atenção e cuidado durante o dia, pois precisam trabalhar.

Ao final da tarde, o idoso volta para sua casa, sem perder os vínculos familiares. O local oferecerá alimentação, atividades de lazer, cultura, banheiros adaptados, área de descanso e sala de convivência com TV e DVD, enfermaria e computadores para aulas de informática.

“É um programa muito importante e de um impacto social significativo, uma vez que, será possível atender aquelas pessoas que tanto fizeram e trabalharam. Nós só temos a agradecer, mais uma vez, ao nosso governador Geraldo Alckmin que, como sempre, responde aos nossos pedidos”, comentou Zezinho Gimenez.

De acordo com os dados da Secretaria Estadual de Desenvolvimento, o Programa “São Paulo Amigo do Idoso” prevê a implantação de 139 Centros Novo Dia e 157 Centros Conviver para idosos. A previsão é que essa pasta invista R$ 85,5 milhões em obras e equipamentos destes centros.

Sertãozinho
Pelo projeto, os idosos atendidos poderão ser encaminhados pelos Centros de Referência de Assistência Social - CRAS, distribuídos em diversos bairros de Sertãozinho.

O prazo de execução para construção do CDI será de 12 meses, a partir da assinatura. Já o prazo de implantação das atividades do CDI será de 03 meses a partir do laudo final de vistoria técnica.

Quando estiver em funcionamento, no Jardim Liberdade, esse serviço funcionará das 07h30 às 18h30 de segunda a sexta-feira (exceto feriados), atendendo idosos que estejam em situação de vulnerabilidade e cujas famílias não tenham as condições necessárias para o provimento dos cuidados requeridos por esse idoso, em virtude de seus membros estarem trabalhando e/ou estudando.

Para o acesso ao serviço, será realizada entrevista social inicial com um membro de referência da família por assistente social, além de uma avaliação médica geriátrica.

O serviço também disponibilizará atendimento de transporte para os idosos que não possam ir sozinhos ao serviço e cuja família não tenha condições de transportá-los por seus próprios meios. “No espaço será oferecido alimentação, higiene pessoal, lazer, cultura e recreação, proporcionando atendimento integral. Os idosos receberão os medicamentos nos horários prescritos por seus médicos, com acompanhamento de técnico de enfermagem, durante o período em que permanecerem no serviço. Estes medicamentos deverão ser providenciados e enviados pelos familiares sempre que houver necessidade”, pontuou a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania, Janaína de Cássia Braga Mói Crosara.

O serviço deverá ofertar vagas para até 50 idosos, sendo permitida variação de até 20% em sua capacidade de atendimento. Para a implantação do projeto, serão aplicados R$ 500 mil.



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM