ESPORTE   |   Secretário de Esportes e Lazer de Sertãozinho é inocentado pelo Tribunal de Justiça Desportiva
14/10/2013 - 11:15:55

[Foto: O secretário municipal de Esportes e Lazer, Valter Lúcio Pinto, que foi inocentado pelo Tribunal de Justiça Desportiva / crédito: Adilson Lopes]

Sentença foi anunciada no início da semana e também se estende ao município

O secretário municipal de Esportes e Lazer, Valter Lúcio Pinto, foi inocentado da acusação de falsificação de documentos para garantir a participação do atleta André Luiz Caetano Cândido pelo município de Sertãozinho, na última edição dos Jogos Regionais realizada esse ano, na cidade de Araraquara/SP.

A decisão, julgada em segunda instância pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Secretaria de Esportes e Lazer do Estado de São Paulo, foi anunciada na última terça-feira, dia 08, na capital paulista, e se estende ao município de Sertãozinho, já que, no primeiro julgamento realizado em Araraquara, tanto o secretário, quanto o município, haviam sido condenados a não participar de eventos organizados pela Secretaria Estadual de Esportes e Lazer, pelo período de seis meses.

Segundo entendimento do Tribunal, ficou provada a ausência de culpa do secretário Valter Lúcio Pinto e do município, uma vez que ambos foram enganados pelo atleta e jamais compactuariam com tamanha deslealdade. Ainda de acordo com o Tribunal, a prova da inocência culminou com o fato de, ao se apresentar às autoridades policiais para depor no inquérito que havia sido instaurado, o atleta André Luiz Caetano Cândido confessou que o município, o treinador da equipe de vôlei sertanezina e o chefe de delegação não tinham qualquer conhecimento da falsificação dos documentos pessoais utilizados para inscrição na competição. Ele também confessou que já havia praticado a falsificação outras três vezes e que agiu por orientação de um técnico de Itupeva -  informação que será apurada pela Justiça.

O secretário municipal de Esportes e Lazer, Valter Lúcio Pinto, recebeu a notícia pessoalmente, na companhia do advogado responsável por sua defesa e sustentação oral perante o Tribunal, Dr. Tiago Luchi da Silva. “Sempre estive tranquilo em relação a esse caso, pois eu tinha certeza que a Justiça iria se encarregar de trazer a verdade à tona. Estou feliz que a minha inocência e a do município estejam provadas, pois nossa Secretaria de Esportes, sob o meu gerenciamento, sempre teve uma conduta ética, correta e leal”, declarou Valther, que completou: “agora, ficamos na expectativa de que a Justiça condene os verdadeiros culpados e investigue de onde parte esta prática tão desleal, que denigre a imagem do esporte paulista”.

A decisão do Tribunal de Justiça Desportiva reforma a decisão da primeira instância julgada em Araraquara, não havendo qualquer tipo de impedimento para que Sertãozinho siga participando dos eventos organizados pela Secretaria Estadual de Esportes e Lazer.



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM