SEGURANÇA   |   Pistas de caminhada de Sertãozinho receberão placas de advertência
27/09/2013 - 09:09:20

Com a medida, Prefeitura Municipal pretende promover a segurança e a cidadania, além do respeito ao próximo

A Prefeitura Municipal de Sertãozinho está dando mais um importante passo rumo à cidadania. Isso porque, nos próximos dias, as pistas de caminhada da cidade serão sinalizadas com placas de advertência, que servirão como alerta para o uso obrigatório de focinheiras em determinadas raças de cães durante passeio em locais públicos, o recolhimento das fezes dos animais de estimação e a proibição do trânsito de bicicletas sobre calçadas.

De acordo com o assessor para assuntos de Segurança Pública do município, o coronel João Batista de Camargo Júnior, a iniciativa da Administração é baseada na Legislação e também no bom senso. “Em relação ao uso de acessórios de segurança para passeio com algumas raças de cães, há dez anos uma Lei Estadual rege esta conduta. No caso do trânsito de bicicletas sobre a calçada, uma Lei Municipal nos serviu como base. E sobre o recolhimento das fezes dos animais de estimação, nos baseamos no bom senso. Acreditamos que, com esse conjunto de medidas, os momentos de lazer ou a prática de atividade física se tornarão mais seguros e éticos”, afirma coronel Camargo, que completa: “quem for flagrado desrespeitando tais orientações, será punido conforme prevê a Lei”.

Assim, ciclistas e proprietários de cães devem ficar atentos, já que muito em breve, as duas principais pistas de caminhada da cidade, localizadas na avenida Egisto Sicchieri e na via Octávio Verri, serão sinalizadas objetivando a segurança, a cidadania e o respeito ao próximo.

Uso de focinheira
De acordo com a Lei Estadual nº 11.531/2003 e do Decreto Estadual nº 48.553/2004, que versam sobre posse e condução responsável de cães, os proprietários  de cachorros das raças pit bull, rottweiller, mastim napolitano, american stafforshire terrier e outras raças derivadas das três indicadas, deverão, obrigatoriamente, passear em locais de acesso público utilizando coleira, focinheira e guia de condução, mantendo-os em condições adequadas de segurança e que impossibilitem a evasão dos animais. Se o proprietário for pego com o cachorro sem a devida segurança,  corre o risco de ser processado.

“Essa iniciativa é uma questão de responsabilidade. Quem tem consciência saberá lidar totalmente com a Lei, porém, a cidadania deve ser colocada em prática todos os dias, por uma questão de respeito ao próximo e não apenas por força da Legislação”, conclui coronel Camargo. 

(Assessoria de Comunicação da PMS)



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM