POLÍTICA   |   Acordo esvazia oposição em Sertãozinho
17/01/2013 - 10:50:55

Foto: Antonio Eduardo Tonielo Filho confirma que PPS fez ata para votar em tucano
(crédito: F.L. Piton)

PPS, do ex-prefeito Nério Costa, apoiou candidato à presidência da Câmara do grupo do prefeito eleito Zezinho Gimenez


Um acordo entre vereadores para eleger a mesa diretora da Câmara de Sertãozinho esvaziou a oposição ao prefeito Zezinho Gimenez (PSDB). Inicialmente, o grupo contrário era maioria, com 10 dos 17 parlamentares, mas após o racha e o apoio dos quatro vereadores do PPS e um do PR ao candidato a presidência do Legislativo do grupo do prefeito, restaram apenas cinco no grupo opositor.

Rogério Magrini dos Santos, o Zezinho Atrapalhado (PTB) foi eleito presidente da Casa com apoio do prefeito e Nilton César Teixeira, o Niltinho (PPS) se elegeu como vice. Dias antes da eleição, a presidência do PPS, partido do ex-prefeito Nério Costa, derrotada no pleito do ano passado, enviou ata aos seus vereadores com ordem para votação na chapa vencedora.

Segundo parlamentares do próprio partido, a ata dizia que caso o vereador não votasse em tal chapa sofreria consequências baseadas no regulamento da legenda. Antônio Eduardo Tonielo Filho, presidente do PPS local até o dia 2 de janeiro, explicou que a ata foi uma medida de proteger o partido.

"O grupo dos 10 não conseguia se unir e quando eu soube que o vereador Lúcio da Rádio seria vice do Zezinho Atrapalhado quis proteger o partido, já que ele e mais um já estariam do outro lado", contou Tonielo.

O ex-presidente do partido disse que, então, conversou com o prefeito, o secretário de Governo, João Marcos Pignata, e Zezinho Atrapalhado. Lúcio Martins de Freitas, o Lúcio da Rádio (PR), explica que chegou a ser convidado pelo prefeito para ser vice-presidente da Câmara e aceitou.

"Nas reuniões do grupo dos 10, começaram a ir só sete, porque três já estavam indo para o outro lado. Me foi feito o convite, eu conversei com o meu partido e aceitei, mas quando o Tonielo soube, colocou o Niltinho de vice e fez a ata."

Presidente deixa PPS e Nério tem convite do PSD
Logo após a eleição da Câmara, Antônio Eduardo Tonielo Filho renunciou ao cargo de presidente do PPS. "Eu já estava com esta intenção desde o ano passado. O que mais colaborou para isso foi o pleito municipal. Eu tinha a bandeira de que não queria entrar na briga com o PSDB, porque foi uma aliança que demorou muitos anos para se construir e também porque sabia que Zezinho Gimenez era imbatível", disse.

Os vereadores Lúcio da Rádio, João Sanches (PPS) e Márcio Leite (PPS) compartilham a mesma opinião de que por parte deles não haverá oposição radical, já que não irão se opor a projetos do prefeito que sejam bons para o município.

Já Nério Costa recebeu um convite da prefeita de Ribeirão Preto, Dárcy Vera, para migrar no PSD. Ele diz que ainda não se definiu. Desde o início do mês ele comanda a Coordenadoria de Projetos da Prefeitura de Ribeirão Preto.

As informações são do site A Cidade



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM