PLANTÃO POLICIAL   |   Ônibus é incendiado após prisão de motociclista em Sertãozinho, diz PM
26/12/2012 - 12:53:27

Foto: Ônibus fica destruído após ser incendiado em Sertãozinho
(crédito: César Tadeu/EPTV)


Amigos do rapaz teriam se revoltado com a prisão por direção perigosa.  Moradores afirmam que a polícia agiu com violência ao chegar ao local.

Um ônibus foi sequestrado e incendiado na noite de terça-feira (26) no bairro Vila Áurea Mendes Gimenez. Segundo informações da Polícia Militar, o crime teria sido motivado pela prisão de um rapaz na tarde de terça.

Moradores afirmam que a polícia agiu de forma violenta ao chegar ao local para controlar a situação, e que alguns populares foram feridos por tiros de bala de borracha. A PM ainda não se manifestou sobre o caso.

O sargento da PM Claudio Barbosa informou que o sequestro do ônibus ocorreu devido à prisão de um motociclista durante a tarde.

“Ele estava em direção perigosa e foi levado ao plantão policial. Ele foi liberado em seguida, mas a motocicleta foi recolhida”, diz Barbosa.

Ainda segundo o sargento, durante a tarde, alguns amigos do motociclista, revoltados com a prisão, chegaram a fazer ameaças à empresa responsável pelo ônibus.

Em seguida, dois homens, um deles armado com um revólver, renderam o motorista do veículo, de 32 anos, quando ele havia acabado de estacionar em um ponto de parada no bairro Cohab III.

De acordo com a polícia, a dupla fez com que a vítima dirigisse até a Vila Áurea. Os suspeitos libertaram o funcionário e usaram gasolina para incendiar o veículo, que estava vazio.

Confusão
A polícia chegou ao local instantes depois, e o fogo no veículo foi controlado pelos bombeiros de Sertãozinho. Entretanto, testemunhas afirmam que os policiais chegaram ao bairro em duas viaturas e agiram de forma violenta.

“Eu estava na esquina e vi uma bomba de gás pegando no olho de uma criança e na perna de uma senhora. Eles também jogaram spray de pimenta”, revelou uma mulher, que não quis se identificar, moradora da Vila Áurea.

Outro morador disse que algumas crianças foram levadas para o hospital da cidade depois de serem atingidas por tiros de borracha. Um adolescente mostrou uma marca nas costas que teria sido provocada por um tiro de borracha.

Identificados
Segundo o sargento Barbosa, a polícia identificou quatro suspeitos de terem participado do ataque ao ônibus. “Os nomes serão levados à Polícia Civil. A princípio seriam quatro pessoas, sendo que dois conduziam motocicletas atrás."

Até a manhã de quarta-feira (26), nenhum dos supostos envolvidos havia sido detido.

A Polícia Militar ainda não se pronunciou sobre a acusação feita pelos moradores.

As informações são do site G1.



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM