COMÉRCIO   |   Empresas de Sertãozinho podem ficar ‘sem teto’
29/11/2012 - 10:37:38

Foto: Empresas podem ter que procurar outro local em 2013
(crédito: F.L. Piton)

Prédio que abriga Incubadora de Empresas há 14 anos vai a leilão no dia 4 de dezembro com lance de R$ 2,9 mi


O prédio que abriga a Incubadora de Empresas de Sertãozinho corre o risco de ser leiloado no dia 4 de dezembro, pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Para evitar que as empresas sejam desalojadas, a Prefeitura de Sertãozinho, juntamente com o Ceise Br (Centro Nacional das Indústrias do Setor Sucroenergético e Biocombustíveis) tenta acordo com o órgão para impedir o leilão e realizar a compra direta do local.

O prefeito eleito Zezinho Gimenez (PSDB) também participa da negociação. A propriedade faz parte do Fundo do Regime Geral de Previdência Social e fica na Vila Industrial de Sertãozinho.

A Incubadora, projeto da prefeitura em parceria com o Sebrae e o Ceise Br, funciona no local há 14 anos. Atualmente são 15 empresas funcionando no espaço.

De acordo com o lançamento do leilão, a área tem 6.665,99 m² (1.373,73 m² construídos) e o preço mínimo à vista é de R$ 2.950 milhões, com valor de caução de R$ 147.500 mil.

"Nós tínhamos um acordo com o INSS, de maneira que o prédio era como se fosse emprestado para a prefeitura, e estamos tentando um acordo para evitar este leilão", diz o secretário de Indústria e Comércio, Marcelo Pelegrini.

Segundo Pelegrini, há três anos um processo começou a transitar em paralelo, para realizar a venda direta para a prefeitura, sem passar por leilão, já que é permitida tal negociação com outro órgão público, mas um novo presidente do INSS deu a ordem para leiloar todos os prédios. "Estamos esperançosos que vamos conseguir este acordo e aí será possível parcelar o valor em até 10 anos", fala o secretário.

O empresário Pedro Flamínio, dono de uma empresa que faz serviços de usinagem está apreensivo. Porém, ele espera que a negociação dê certo. "A gente espera poder ficar aqui, até porque tem o contrato, mas de qualquer maneira assusta e já estou com outro lugar arranjado caso não dê certo", fala.

As informações são do site A Cidade.



 
 
 
Todos os direitos reservados a Comunitária FM